19 de fevereiro de 2010

Caso CBF e o Comitê insistam no Morumbi, Cidade de São Paulo poderá não ter nenhum jogo importante na Copa de 2014

O secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, tem tudo para se tornar persona non grata no São Paulo Futebol Clube. Nesta sexta-feira, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, o dirigente da entidade máxima do futebol mundial avisou que o novo projeto do estádio do Morumbi enviado à Zurique não agradou aos dirigentes e que a casa do Tricolor está momentaneamente vetada para receber a abertura, os jogos semifinais e outras partidas importantes da Copa do Mundo de 2014.
"Ou há um comprometimento de colocar dinheiro em um projeto ou a maior cidade do Brasil não terá jogos grandes da Copa do Mundo. Do jeito que está, não podemos permitir que haja mais do que uma partida de oitavas de final. Não há como ter nem jogo de abertura e nem semifinal no Morumbi", disparou Valcke.
As declarações do dirigente da Fifa vão na direção contrária do que pregam os são-paulinos. Na semana passada, representantes do Morumbi estiveram em Zurique, na sede da entidade, e voltaram a apresentar modificações para o projeto. Retornaram ao país insistindo que a entidade havia dado sinais positivos para as mudanças, o que, na verdade, não aconteceu.
Segundo declarações ao Jornal Estado do diretor de marketing do Tricolor, Adalberto Batista, um funcionário do setor técnico da Fifa, de nome Fúlvio, teria definido que o Morumbi estaria apto a receber jogos importantes. "A decisão será política, mas seguimos avançando no projeto e, se realizarmos as mudanças previstas, pelo menos já estaremos habilitados para essas partidas", disse Adalberto. O São Paulo, no entanto, não possui qualquer documento atestando tal aptidão

Matéria sobre a Rejeição do Morumbi no Yahoo

Nenhum comentário:

Postar um comentário