21 de maio de 2010

Após um ano de trabalho, para não ir ao paraíso... Férias...

             “- Amor, amor... A cabeça é tudo... É a direção central que faz os projetos, que programa a produção, e põe em movimento os braços, as pernas, a boca, os olhos, a língua... Tudo em movimento... E quem trabalha tem seu alimento: a matéria prima. O individuo trabalha pra comer. A comida desce e aqui uma máquina a tritura e prepara o produto final... Como uma fábrica! O individuo é igual à fábrica. Fábrica de merda!”
  Operário Lulu em busca do paraíso


Fábrica de Merda S/A
Se o corpo humano fosse uma fábrica,
os órgãos seriam as máquinas,
e o alimento a matéria-prima.
O sangue seria o combustível,
bombeado pelo coração trabalhador,
explorado pelo cérebro patrão.
O produto final da contradição não poderia ser outro:
Uma grande e fedorenta merda...
Fábrica de Merda!

Thiago Santos Moreira
14 de Maio de 2010 às 09:20, produzindo merda.
*Inspirado no filme: “A classe operária vai ao paraíso”




Thiago Santos Moreira - Guarulhos/SP
Comitê de Luta pelo Transporte Público....... www.valordatarifa.blogspot.com
Juventude Novos Palmares....... www.novospalmares.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário