16 de setembro de 2010

O cobrador de ônibus e o Tiririca na eleição...


Pelas bandas da Avenida Timóteo Penteado, entrei em um ônibus, umas sete horas da manhã, sentei no primeiro banco ao lado da porta, sei que em outras bandas a porta de entrada do coletivo é atrás, aqui é pela frente, enfim, ali eu presenciei um momento de afloração da revolta instintiva com os velhos atores da política brasileira – e não só com a brasileira – eu e o motorista, não me lembro bem porque, começamos a bater papo sobre um candidato à câmara federal pelo DEM, um cara que após perder uma eleição, ingressou em uma igreja, virou pastor, foi eleito vereador na Capital e agora é candidato a deputado federal em uma “dobrada” com o filho do dono da igreja que é candidato a deputado estadual, o conteúdo da propaganda política deles é igual a nada, bandalheira infelizmente muito comum em nossa cena política.
Em dado momento do papo, o cobrador, até então indiferente a conversa, se manifestou:
- É por isso que eu não voto mais nesta laia; Vou votar no Tiririca e no Netinho, nenhum outro merece meu voto...
Falou com certa altivez, sem medo de errar, porém, ainda assim de forma displicente, como se falasse de algo tão importante quanto um capítulo de uma novela reapresentada, mas ainda assim sob olhares aprovadores de alguns poucos passageiros.
Disse à ele, que isto seria uma bobagem.
Entenda, votando em candidatos ridículos – que tem como apelo eleitoral, proposta nenhuma, apenas algo cômico ou aparentemente popular, de massa – o eleitor pode pensar que esta dando uma de “gato” e acertando uma paulada nos velhos “ratos” da política tradicional, porém, na verdade, está agindo como um “cachorro adestrado” que, mesmo sem perceber, obedece instintivamente a todos os comandos do seu “dono”, ainda que – com neste caso – isso seja a causa de sua própria desgraça.
No caso de candidaturas esdrúxulas, mas com grande aceitação entre a população, como a do Tiririca, assim como já aconteceu em São Paulo, vários milhares de votos são depositados em uma espécie de “voto de protesto”  ao estilo “efeito Cacareco”; Em um movimento intuitivo, quase infantil, as pessoas votam nas candidaturas mais absurdas, como uma forma de insultar os políticos da velha ordem, mas pelo total desconhecimento da legislação eleitoral, acertam o próprio pé, em um movimento tão inteligente quanto socar sorvete na própria testa.
Veja, a legislação eleitoral considera o voto, como sendo do candidato, mas também do partido, assim, quando este partido ou candidato atinge o coeficiente eleitoral – isso é a quantidade de votos para garantir uma cadeira no legislativo – os votos restantes vão sendo transferidos em cascata para os demais candidatos do partido; Logo se o Candidato Palhaço Cacareco tiver um milhão de votos e o coeficiente for algo em torno de cem mil, além de se eleger, ele elege junto com ele mais NOVE candidatos, isso, exatamente os ratos da velha política que ficaram escondidos atrás do coeficiente e deram uma de gato, O Fato é o seguinte, votando no Tiririca, você elege aquele cara que não merece seu voto e ponto.
O sistema eleitoral brasileiro é um treco estranho, porém o problema real está em nosso sistema político, eu particularmente vou votar no PSOL – 50, escolhi candidatos de luta, há outros que podem ajudar a mudar esta situação, porém se você acredita que só votar em algum candidato honesto ira transformar o país, você está sendo tão inocente quanto o cobrador do ônibus que eu peguei hoje de manhã...

Só a luta social pode transformar a sociedade!
Um outro mundo, mais que possível, é urgente e necessário.

Sidinei Roberto Nobre Júnior –
Estudante de História da UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo

17 comentários:

  1. Finalmente alguém escreveu algo inteligente sobre isso! Veja que absurdo Sid:
    Ibope: Tiririca lidera corrida para se eleger deputado federal
    Pesquisa semanal do Ibope mostra que ele já desbancou políticos tradicionais. Entretanto, metodologia e índice de acerto de pesquisas a vagas proporcionais são ainda bastante questionadas por especialistas.
    Segundo o Ibope, o humorista Francisco Everardo Oliveira, o Tiririca (PR), lidera as pesquisas semanais do Ibope para a vaga de deputado federal em São Paulo, o maior colégio eleitoral do Brasil.

    Com o resultado, o dono do jargão “pior que tá num fica, vote Tiririca” desbancou políticos tradicionais, como o favorito Márcio França, presidente do PSB em São Paulo, e Paulo Maluf (PP), ex-prefeito da capital.

    A eleição de Tiririca pode representar mais. Por ser dono do maior eleitorado do Brasil, São Paulo deve dar ao palhaço a maior votação do país.

    Com isso, Tiririca não apenas se elegerá como deve trazer com ele outros candidatos. O PR integra a coligação Juntos por São Paulo, composta por PT, PCdoB, PR, PRB, PTdoB.

    Da redação, com R7

    Karina

    ResponderExcluir
  2. Muito bom seu texto e igualmente sua insatisfação com o nosso atual cenário político e a irresponsanilidade de nossos eleitores. Sim, são irresponsáveis.
    Parabéns pelo blog.
    Alexandre Carvalho

    ResponderExcluir
  3. Acho que foi o texto mais inteligente que alguém escreveu sobre estas eleições, palhaçada, só se for no circo, parabéns cara!

    ResponderExcluir
  4. O idiota além de espancar a mulher ainda deve pra justiça, é mentiroso!!
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/801618-promotoria-denuncia-tiririca-a-justica-por-falsidade-ideologica.shtml

    ResponderExcluir
  5. grande cerveja, acertando na medida, em pequenas linhas, traduzindo a insatisfação de todos e todas, parabens mais uma vez cerveja..
    Abraço Dú.

    ResponderExcluir
  6. É isso mesmo que palhaçada votar no tiririca, vamos dar risada para educaçao,saúde,violencia,seus abestalhados,sid o texto ficou muito bom vamos ver se as pessoas se concientizem beijao te amo sarinha.

    ResponderExcluir
  7. Texto bacana, pena que os eleitores do tiririca não lerão... é uma pena mesmo!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns Sidinei, obrigada por ter me dado a oportunidade de conhecê-lo.
    Peço a permissão para passar o texto do cobrador prá toda minha lista de e-mails.
    Muito claro e consistente.Temos mais uma semana para trabalhar.Vamos que vamos!
    Abçs
    Sônia

    ResponderExcluir
  9. #Medo deste safado ganhar e levar com ele mais uma corja de ladrões ... Ê Brasil, esse ano vamos conseguir elejer um bando de bananas pior que o anterior ...

    ResponderExcluir
  10. Sônia e todos os outros leitores, o texto, aliás OS textos do Blog (de minha autoria) são de uso livre! (Creative Commons) :-D

    ResponderExcluir
  11. Desculpem a franqueza, mas o Congresso Nacional é que chamo de espelho mais próximo da sociedade brasileira. Assim, as pessoas tendem a rejeitar a latrina em que se transformou o Congresso porque não suportam olhar para o seu reflexo como ele realmente é.
    Ativismo? Panfletagem? Infelizmente, essas práticas tiveram suas vez e, quando no poder, se tornaram aquilo que repudiavam. Em um dilema paradoxal como uma sociedade que se individualiza, a mudança, portanto, só pode se dar na esfera individual... pois a sociedade já tem donos que estão dispostos a qualquer coisa para continuarem onde estão. Então, antes de falar mal do Tiririca ou do Netinho, que tal vislumbrarmos nosso reflexo como ele é e aceitar que o que precisa ser mudado somos nós conosco mesmos e não a sociedade?

    ResponderExcluir
  12. Parabéns, Sid, vc é ótimo!
    Traduzistes exatamente o que eu penso, e tbm adorei a crônica do ônibus, me senti tbm no ônibus.

    ResponderExcluir
  13. Cerveja, muito legal o seu artigo, flúido, coeso e consistente ideológicamente, pena que chegou às minhas mãos tardiamente e não pude divulgalo da aneiro que gostaria para torná-lo de maior utilidade, para além de seu bom valor literário.

    ResponderExcluir
  14. Proselitismo do psol...

    ResponderExcluir
  15. Adorei o texto, muito inteligente, pena que não o encontrei antes da eleição para poder divulga-lo melhor

    ResponderExcluir